Diversidade em Hollywood

Ultimamente a Disney junto com sua crise de criatividade começou a refazer todos os seus clássicos, porém agora em live Action. Eu vou admitir que o único que eu assisti foi “A Bela e a Fera” e não gostei do filme. Existe algo nas animações 2D que os cineastas e roteiristas de hoje não conseguem entender, talvez seja a simplicidade, eu não sei…

Mas uma coisa eu certa os atores que estão escolhendo são muito bons, lembram os personagens dos filmes originais. O filme do Alladin acertou em cheio, um filme que se passa no oriente médio deve ter seus atores com a etnia corretamente representada, e foi o que fizeram.

Isso se deve pela globalização que possuímos no século atual, nos anos 50s em Hollywood não existia essa diversidade nos filmes, não porque era uma sociedade racista, mas por ser mais inacessível, já que mais de 80% do país era composto por uma população Branca. Tendo em consequência filmes mostravam pessoas Brancas interpretando egípcios, os filmes são ótimos, mas na questão representativa pecavam pela época.

Porém hoje em dia estamos entrando em uma época onde o progressivismo está cada vez mais dominante, vindo junto a mentalidade utópica e igualitária. Cometendo o mesmo erro dos anos 50s só que ao contrário.

Os movimentos progressistas de hoje, lutam por uma igualdade forçada que nem sempre acaba por representar a realidade. A sua ideia de criar o mundo perfeito onde ninguém será discriminado é seguida de maneira cega, esquecendo o bom senso. Nisso temos 3 movimentos centrais que atuam muito nessa área, o feminista, o negro e o LGBT (ou gay para os mais clássicos). Esses três vivem dizendo que as minorias não são representadas corretamente, por vivermos em uma sociedade patriarcal branca e opressora. Então acabam pedindo por leis de inclusão fazendo a pessoa conseguir algo apenas por sua cor, e não pelo seu mérito, criando um novo tipo de privilégio, que são estúpidos demais para perceberam.

As cotas raciais são um exemplo disso.

Mas não só em empresas e instituições de ensino que eles querem essa inclusão e sim na cultura pop, e é agora que entra a falsa representações da realidade.

Como vimos antes, mais de 80% da população americana (de onde sai a maior parte da cultura pop) era Branca, então é claro que vão existir mais filmes, séries, livros onde os protagonistas são brancos. E não tem nada de errado com isso. Ninguém pede para o cinema indiano adicionar diversidade em seus filmes, o mesmo vale para o cinema japonês, por causa que a maioria da etnia do país é uma só, então estaria incorreto colocar nesses filmes sempre algum protagonista que não representa a maioria do seu país.

Nos EUA mesmo sendo mais diverso atualmente, a população negra é somente 13% ainda. Mas em todos os filmes e seriados, sempre tem um negro, ou uma mulher, ou um homossexual. Se for fazer uma história com pessoas assim, sem problemas, mas enfiar essas personalidades em todo o lugar é falsa representação, criando algo artificial e forçado.

Vemos os gays por exemplo, em todo filme tem que ter um, como se fosse algo completamente normal, sendo eles nem 2% da população. E essa artificialidade é prejudicial a sociedade, fazendo ela perder sua indentidade. Em um país que a maioria é branca e heterossexual como nós EUA não podem em todos os filmes possuir apenas minorias nos papéis principais e esperar que todos fiquem felizes com isso. Estamos deixando apagarem a cultura de seus países, em nome de uma ideologia utópica que para fazer as pessoas se sentirem bem, é preciso mentir.

Voltando para Disney, que foi de onde surgiu a ideia para escrever essa publicação. O último filme da Disney que foi anunciado foi o pequena sereia, um filme incrível. Para interpretar Ariel, uma branca ruiva linda, contrataram uma negra.

Agora, todos os filmes onde os atores são “minorias”, foram representados adequadamente, agora quando é a vez de colocar uma Ruiva Branca, também não? Ué? Por que?

Por que eles não querem diversidade, querem vingança e destruir nosso sentimento de indentidade e tradição.

Esse pensamento destrutivo começou poucos anos atrás. Antes dos anos 2000 ninguém se importava, e possuía sim filmes com atores negros, famosos inclusive, dar para citar inúmeros. Porém mantendo a representação de acordo com a realidade.

A internet vem abrindo os olhos de muitos fazendo cada vez mais as pessoas adquirir uma política contra o progressivismo.

Agora um meme fascista como lembrança:

Publicado por NickClarkK

Conservador, cristão, guerreiro da verdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: